Tecnosinos projeta dobrar o número de empresas consolidadas no Parque


O Tecnosinos (Parque Tecnológico São Leopoldo) anunciou que projeta dobrar o número de empresas consolidadas até 2020, saltando de 60 para 120 empresas. Com isso, o quadro de funcionários no Parque passaria de 6 mil para 10 mil nos próximos três anos, conforme a meta divulgada durante o Momento Empreendedor promovido pela Acist (Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia) de São Leopoldo.

A ampliação prevista está ligada ao espaço físico do Tecnosinos, através do Horto Florestal, uma área de 46 hectares que o governo do Rio Grande do Sul pretende repassar ao município de São Leopoldo para utilização do Parque Tecnológico. Atualmente, o Tecnosinos reúne cinco das dez empresas que mais geram impostos para o município.

Apesar da geração de empregos que será propiciada com esta expansão, a diretoria do Tecnosinos ressalta a importância de se investir na educação básica e técnica, e na qualificação dos profissionais que trabalharão nestes novos projetos. Segundo a CEO Susana Kakuta, existem hoje cerca de 500 vagas em aberto no Parque, que não são preenchidas por falta de mão de obra qualificada.

O secretário estadual de Inovação, Ciência e Tecnologia, Luís da Cunha Lamb, que esteve presente no encontro, também falou sobre a necessidade de investimentos na educação. Lamb revelou ainda que a secretaria está implementando programas para inserir o tema da inovação no centro econômico do Vale dos Sinos, fazendo da região um polo para empresas e indústrias do setor de tecnologia.