Entenda o estilo nórdico em 7 dicas básicas

Faz muito tempo que o estilo nórdico, também conhecido como estilo escandinavo, se tornou uma tendência líder no mundo do design de interiores. Uma tendência que, apesar da passagem do tempo, continua dando muito o que falar, preenchendo páginas das mais prestigiosas revistas e blogs de decoração, sem qualquer indício de desgaste.


E as razões são muitas, talvez sua simplicidade, seu calor, suas atmosferas relaxadas e neutras, ou sua capacidade de se reinventar continuamente misturando-se com outros estilos. Que tal algumas dicas para inspirar a decoração nórdica em sua casa? Confira:

 

1.Cortinas para quê?


O estilo nórdico prega a clareza acima de tudo. E levando em conta as poucas horas de luz natural que o velho mundo recebe durante o inverno, torna-se quase uma obsessão aproveitar a iluminação externa. Isso faz com que não utilizem cortinas em muitos casos. Porém, quando utilizam, optam por tecidos finos e leves, que permitam a passagem da claridade.


2. Branco é a base


Pela mesma razão, a cor branca é usada como base de tudo, nas paredes, no teto, até mesmo no chão, buscando aumentar a clareza dos espaços e se tornando o quadro perfeito para organizar o resto da decoração. Outras opções de cores igualmente válidas são as tonalidades neutras e mais claras, como bege, cinza claro ou tons de gelo.


3. Contrastes



Esse branco como tom base não significa que as casas escandinavas são desprovidas de cor. A gama usual de pretos e cinzas é usada para criar contraste com o branco. Ultimamente cores mais alegres na forma de acessórios, tecidos, almofadas e móveis também têm sido uma tendência. Estas cores são principalmente tonalidades saturadas de luz, os famosos tons pastel, que ajudam a melhorar o brilho dos espaços.


4. Sim para estampas geométricas



A sobriedade e simplicidade do estilo nórdico permite que certas licenças de composição quebrem a monotonia decorativa, não só pela cor, mas também pelo uso de texturas e estampas. Porém não de qualquer tipo. Para manter o caráter minimalista do estilo nórdico, os mais adequados são os padrões geométricos que trarão um dinamismo sutil e sem excessos.


5. Chão de madeira



Na verdade, os interiores escandinavos se destacam por seus pisos de madeira, que normalmente são claros e com ranhuras e imperfeições visíveis. Isso, ao contrário de prejudicar o charme dos espaços, dá-lhes uma vantagem que parece um convite para andar descalço na casa, mesmo nos dias mais frios do inverno.


6. Vegetação dentro do ambiente



As baixas temperaturas do inverno nessas latitudes do mundo tornam a sobrevivência das plantas na parte de fora das casas simplesmente impossível. Por isso os nórdicos dominam a arte de incorporá-las aos espaços de uma infinidade de formas originais. Ambientes como a sala de estar, cozinha ou banheiro apreciam especialmente a presença de plantas naturais.

 

7. Menos é mais



Caso você não tenha percebido, a decoração de estilo nórdico é simples e muito prática. Os interiores fogem do excesso de móveis e os poucos que existem têm a funcionalidade clara e específica. O objetivo é criar espaços que permitam a entrada de luz natural até mesmo nos lugares mais remotos da casa.